Bitcoin: uma visão atual sobre esta moeda virtual

Saiba o que você precisa saber sobre bitcoin. Uma moeda virtual que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado financeiro mundial.

O Bitcoin é uma criptomoeda que tem conquistado uma valorização gigantesca no mercado financeiro mundial nos últimos meses. E neste momento em que investimentos financeiros estão em voga, as moedas digitais, em especial o Bitcoin, têm brilhado um pouco mais, tanto aos olhos de investidores mais experientes, quanto de empreendedores ou até mesmo de quem está curioso e quer experimentar este mercado.

Mas e você, sabe o que é bitcoin? Como funciona a compra e venda dessa moeda virtual? Continue a leitura deste artigo até o final e descubra:

  • O que são moedas virtuais;
  • O que é e como funciona o Bitcoin;
  • O Bitcoin é uma moeda que está em crise?
  • Recentes roubos de Bitcoins por ataques de hackers.

Confira!

O que são moedas virtuais?

As moedas virtuais, também conhecidas como criptomoedas, são uma espécie de moeda digital, que tem como base protocolos criptográficos e que são reguladas por seus desenvolvedores e não por órgãos financeiros intermediários, como bancos ou outras instituições financeiras.

Resumindo, as moedas virtuais representam uma forma inovadora de realizar transações financeiras na internet, através de um sistema que trabalha com códigos criptografados. Esse sistema é conhecido como Blockchain.

E um exemplo bastante conhecido de moeda virtual hoje em dia é o chamado Bitcoin!

O que é e como funciona o Bitcoin?

O Bitcoin é uma das moedas digitais que tem se destacado em função dos seus picos de valorização, que costumam ocorrer com frequência no mercado financeiro mundial.

E para efetuar transações com essa moeda virtual, é preciso que você, investidor, conte com uma carteira digital, também conhecida como Wallet.

A carteira digital é gerenciada por sistemas, que geram códigos criptografados, ou seja, um endereço composto por letras e números, para que através deste endereço, você possa enviar e também receber bitcoins.

Esta sequência de letras e números que formam o endereço da carteira digital, também serve para reconhecer a parte pública de um par de chaves digitais, já que a parte privada da chave fica visível apenas para o receptor da moeda digital.

Geralmente as transações envolvendo bitcoins são rápidas e não demoram mais do que 10 minutos para serem concluídas.

E cada transação gera uma taxa mínima que deve ser paga à plataforma na qual você está efetuando a compra ou venda de bitcoins. No Brasil, as plataformas mais conhecidas que atuam com bitcoins são o Mercado Bitcoin e a Foxbit.

O processo que faz com que o bitcoin – grosseiramente falando – adquira algum valor, é chamado de “minerar”, termo dado em referência a mineração de metais e pedras preciosas. Para entender melhor como funciona o processo de minerar bitcoins, sugerimos a leitura deste artigo.

Bitcoin: uma moeda em crise?

Apesar da fama que o bitcoin conquistou, uma onda de notícias envolvendo essa moeda virtual tem surgido nos últimos tempos e tem feito com que muitos investidores fiquem receosos e em dúvida se o bitcoin está ou não em crise, se é uma boa hora para comprar as moedas e se podemos esperar um efeito de bolha ou é algo que terá uma rápida recuperação.

Isso porque a negociação de bitcoins acontece da mesma forma que no mercado de ações. Ou seja, você precisa criar uma conta em uma empresa intermediadora, fazer a transferência do valor que deseja investir em moeda digital para a empresa escolhida e assim que o valor estiver disponível, você estará apto a comprar ou vender bitcoins no mercado online.

O problema é que, em meio a esse processo, muitos investidores reclamam que existe uma demora na transferência e no depósito do valor a ser investido, o que gera um atraso nas negociações. Sem contar as limitações de saque e suposições de que algumas empresas intermediadoras podem estar usando essa moeda digital em esquema de pirâmide.

Segundo as empresas que trabalham com compra e venda de bitcoins, esse tipo de problema só vem ocorrendo devido a um aumento na procura por essa moeda digital, o que acabou comprometendo o funcionamento das plataformas em determinados períodos, mas que providências já estão sendo tomadas para que a infraestrutura das plataformas de compra e venda de bitcoin consigam suportar e atender a demanda atual com qualidade.

Os recentes roubos de Bitcoins por ataques de hackers

Ao contrário do que se pensa, as transações envolvendo bitcoins, podem não ser tão seguras quanto parecem. E isso ficou ainda mais evidente com os últimos ataques de hackers a redes de plataformas que atuam com compra e venda de bitcoins.

Algumas Exchanges já decretaram falência por conta de roubos de moedas digitais, como foi o caso da corretora sul-coreana Yapian. Plataformas brasileiras também já passaram a notificar os investidores sobre a possibilidade de invasões de hackers na rede.

Sendo assim, cabe aos investidores de bitcoins ficarem atentos e passarem a ter consciência de que esse mercado, assim como o mercado financeiro convencional, também oferece riscos.

Gostou desse post? Compartilhe com seus amigos essas informações. Além disso, não deixe de assinar nossa newsletter no formulário abaixo. Enviamos semanalmente artigos interessantes para agregar valor a seu negócio.