Cloud Computing: conheça suas vantagens

Tecnologia disponível no mundo corporativo

A transformação digital e o consequente uso das tecnologias é cada vez mais indispensável para as empresas de todos os portes aumentarem a produtividade de suas operações e manterem a competitividade no mercado. Para isso há diversos caminhos que podem ser decisivos e um deles vamos mostrar neste artigo. A adoção da computação em nuvem (também conhecida como (cloud computing) pode ser o passo inicial para a mudança de todo um processo que será fundamental para a evolução de uma empresa.

As vantagens de usar o cloud computing são inúmeras e uma delas é que a empresa consegue expandir os recursos tecnológicos de acordo com as suas necessidades, sempre alinhados ao seu crescimento e novas demandas. De acordo com um estudo da Gartner, empresas que não utilizam cloud estão com sério risco de sumir. Este tipo de tecnologia ajuda as companhias a prestarem serviços de forma mais rápida e ágil, reduzindo também os custos de manutenção e operação. Atualmente, as PMEs são responsáveis por 30% dos empregos diretos no Brasil.

Quem já a utiliza Cloud computing, relata sempre sobre os excelentes resultados que consegue com ela, por ser uma tecnologia que permite o uso remoto de recursos da computação por meio da conectividade da Internet. É possível hospedar os mais variados recursos, programas e informações na nuvem. Dessa forma, a computação em nuvem permite que o usuário os acesse por meio de qualquer computador, tablet ou até mesmo do celular.

A versatilidade da nuvem ficou ainda mais clara durante a pandemia da covid-19. Milhões de trabalhadores tiveram que migrar para o home office. O trabalho remoto foi possível, com segurança, graças a esta importante tecnologia. Funcionários das empresas podem acessar todos os dados através de qualquer computador, notebook, tablet ou smartphone, desde que estejam conectados à Internet. Acesso a qualquer dado da empresa, em qualquer hora e qualquer lugar com garantia de segurança, privacidade e confidencialidade. Esta tecnologia já é uma das principais responsáveis pelo aumento do uso do trabalho corporativo na modalidade home office. As companhias que já possuíam esta ferramenta não tiveram dificuldade na migração do trabalho.

Outro ponto importante e motivador é a redução de custos com infraestrutura. Com a nuvem é possível eliminar os gastos de capital com compras de hardware e software, instalação e manutenção. Além disso, se faz economia até mesmo de espaço, já que os recursos permanecem armazenados online, de forma segura. Cada empresa, em seus diferentes setores, pode customizar a nuvem conforme sua necessidade. Uma consultoria em Cloud Computing séria e que tenha profissionais dedicados nesta área fazem toda a diferença na escolha desta plataforma. Isso é possível graças ao poder de elasticidade que fornece a quantidade ideal de recursos, armazenamento e processamento. A disponibilização dos upgrades é muita rápida, sem necessidade de grandes investimentos em softwares, equipamentos e alocação de especialistas.

Serviços da cloud computing

Você deve estar imaginando quais outros serviços a computação em nuvem oferece. Sim, existe uma ampla variedade de serviços, ferramentas e funcionalidades para atender às necessidades das empresas. O primeiro passo é entender o conceito de cloud computing e depois já definir com base no modelo para o seu negócio, suas necessidades e prioridades. É com base nisso que a empresa vai escolher quais serviços são fundamentais e que precisam desse tipo de investimento e assim escolher o melhor sistema de implementação: SaaS, PaaS ou IaaS. Em sua análise para definir a melhor estratégia leve em conta os recursos e funcionalidades que você precisa e procure os fornecedores que os oferecem metodologias de segurança, serviços de backup eficientes, assistência técnica 24 horas, entre outros pontos que considerar fundamental.

A SaaS (Software como serviço) permite o acesso ao software sem comprar sua licença, usando-o gratuitamente na nuvem. Nesse formato, a empresa acessa o software pela Internet, sem a necessidade de se preocupar com a instalação, configuração e investimento em licenças. Por exemplo, os serviços de e-mail e outros aplicativos públicos, como Skype, Whatsapp, LinkedIn e Facebook também funcionam com esse tipo de modelo, e é por isso que é o mecanismo mais popular

Já a PaaS (Plataforma como serviço), é contratado um ambiente completo de desenvolvimento on demand, no qual é possível criar, modificar e otimizar softwares e aplicativos. A plataforma inclui sistemas operacionais, ferramentas de desenvolvimento, sistemas de gerenciamento de bancos de dados, serviços de Business Intelligence e muitos outros recursos. A administração, manutenção e atualização da infraestrutura são deixadas para o provedor.

No modelo IaaS (Infraestrutura como serviço) os recursos de infraestrutura são alugados, como servidores, routers, racks, datacenters, hardware e outras ferramentas que permitem a transmissão e o armazenamento de dados. No modelo IaaS, o que é necessário é utilizado de acordo com a demanda da empresa e somente o que é utilizado é pago. A grande vantagem deste modelo é a sua escalabilidade.

Pública e Privada

Outra diferenciação da plataforma é que existe a Nuvem pública e a Privada. No modelo público os recursos computacionais, como servidores e armazenamento, fornecidos por terceiros são disponíveis para qualquer pessoa ou empresa que deseje contratá-los. O cliente é responsável pelo que será enviado para a nuvem, seja um backup, um aplicativo ou alguns arquivos, enquanto o provedor de nuvem está preocupado com a manutenção, segurança e gerenciamento de todos os recursos. Tudo fica disponível na web e compartilhado entre vários usuários que o usam simultaneamente (mas separadamente), o que mantém os recursos padronizados. A nuvem pública é indicada para empresas que desejam economizar em investimentos.

Já no formato de Nuvem privada, a empresa mantém a infraestrutura da nuvem em seu domínio interno e oferece acesso restrito a usuários selecionados, como funcionários e parceiros. A nuvem privada oferece à empresa a possibilidade de personalizar as funções e o suporte às suas necessidades. Como a nuvem é projetada exclusivamente para ela, todos os processos são direcionados para a realidade do negócio.

E da Nuvem híbrida, já ouviu falar? Nada mais é que a união dos dois anteriores, ou seja, a combinação que permite compartilhar dados e aplicativos entre os dois tipos de nuvem citados. Assim, de acordo com a necessidade e a estratégia do negócio, alguns recursos são utilizados de forma privada, outros são utilizados publicamente ou estão ligados por meio de tecnologias.

Chegou o seu momento para migrar para a computação em nuvem

A implementação de um novo sistema para sua empresa deve ser decisivo e visto como um divisor de águas. A busca constante de inovações e crescimento do seu negócio terá benefícios a curto, médio e longo prazo. Atualmente, 95% das empresas já usam algum tipo de serviço em nuvem, segundo o relatório da RightScale. Isso reforça as vantagens competitivas para quem a usa. Diversos mercados, executivos e empresas querem usar essa tecnologia em benefício de seus negócios por reconhecerem seus inúmeros benefícios.

Priorize a mobilidade corporativa e dê a possibilidade de o profissional continuar produzindo de onde estiver. A nuvem se encaixa perfeitamente nesse processo. Se beneficie dos serviços em nuvem, e traga velocidade, liberdade de escolha e economia de custos para sua empresa.

Comments