Ten Years Challenge – Uma simples brincadeira, ou um assunto sério e perigoso

Tenho visto nos últimos dias uma febre que vem se alastrando através das redes sociais, especificamente no Facebook, Instagram e Twitter, chamada de “desafio 10 anos” ou “ten years challenge” (pode ser localizada por hashtags como #Desafio10Anos, #TenYearsChallenge, #10yearschallenge).

Pois bem, no primeiro momento aparenta ser uma forma descontraída de vermos o nosso desenvolvimento, sendo que para isso é necessário que postemos uma foto atual e uma antiga (de 10 anos atrás), que em muitos casos soa como uma brincadeira engraçada e despretensiosa para mostrar o quanto as pessoas mudam em 10 anos.

Agora, vamos olhar com mais cautela e discernimento o que expomos de forma espontânea na internet?

Ten Years Challenge – entendendo afundo

Vamos lá, já ouviram falar de reconhecimento facial, ou “Face Recognition”?

São algoritmos desenvolvidos especificamente para comparação de imagens, através de uma série de análises. Hoje o algoritmo utilizado mais comumente é o chamado LBPH – Local Binary Patterns Histograms.

Existem duas formas de reconhecimento, sendo:

  • Verificação ou Autenticação de uma Imagem Facial: comparação de uma imagem em um banco de dados com a imagem que está sendo enviada ao sistema (câmera, vídeo, celular etc.), a comparação é realizada de 1×1 (uma imagem enviada por uma imagem em banco de dados)
  • Identificação ou Reconhecimento Facial: compara a entrada facial da imagem com todas as imagens existentes em um banco de dados, detalhes por detalhes. Esta verificação é realizada na escala de 1xN (uma entrada por várias comparações)

Mas como a “Ten Year Challenge” me afeta?

Hoje quando postamos uma foto no Facebook por exemplo, é sugerido automaticamente a marcação das pessoas que estão nesta foto, correto? Em caso de dúvidas, o Facebook te pergunta qual pessoa melhor se enquadra com aquele rosto.

Neste momento, o Facebook está aprimorando o seu processo de reconhecimento facial.

Agora imagine a seguinte situação “hipotética”: você está enviando uma foto sua atual e uma antiga, desta forma utilizando-se de Machine Learnig e Face Recognition, pode-se prever como será o rosto de uma pessoa anos à frente e até mesmo anos atrás!

Já temos um caso de utilização de Face Recognition em estudos na China para detectar pessoas que realizam pequenos delitos como por exemplo, jogar um papel no chão, onde as mesmas serão “multadas”, abaixando o nível ou score delas em uma situação de empréstimo bancário.

E isso não é tudo

Além da alta exposição da imagem, na maioria dos casos, as fotos postadas acompanham legendas, as quais estão carregadas de informações pessoais, resumindo esse período da vida, profissional e/ou pessoal, nos últimos 10 anos. Isso certamente alimenta as bases de dados das plataformas a fim de conhecer e criar perfis de pessoas ainda mais próximos da realidade.

Pode parecer um exagero, mas uma pessoa pode sim expor muitos dados, informações sensíveis e características em um pequeno comentário.

Outro fato agravante é que a 10 anos atrás, as pessoas ainda não tinham tanta presença nas redes sociais como hoje, tal crescimento na exposição de imagens e informações, se fortaleceu em meados de 2012/2013 – o que dificultaria acesso de empresas ou até mesmo pessoas mal-intencionadas à tais informações relacionadas à essa fase da vida anterior.

E aí? Será que é apenas uma simples brincadeira ou precisamos nos atentar as tendências da internet?

 

 

Por favor, nos diga o que achou do conteúdo
  • #TenYearsChallenge - Uma simples brincadeira, ou um assunto sério e perigoso
5
Sending
User Review
5 (5 votes)

Comments